A febre do videogame: Globo Repórter de 1991

Responda rápido: quantos anos você tinha em 1991? Veja só o que rolou em alguma sexta-feira daquele saudoso ano.

:: Parte 1

:: Parte 2

:: Parte 3

:: Parte 4

3 Respostas to “A febre do videogame: Globo Repórter de 1991”

  1. Dori Prata Says:

    Nossa, sensacional o post. Parabéns.
    Amanhã colocarei um post no meu blog sobre game e artes. Dê uma passada lá, ok ??

  2. Dolemes Says:

    Podexá…

    Vou dar uma olhad no seu blog.

    Abs

  3. Italo Monteiro Says:

    Nossa, é impressionante ver como em 15 anos o mundo dos vídeogames mudou tanto. Claro, é mais de uma década, mas só de pensar que viemos de uma época em que esperávamos ansiosamente por um novo Zelda, ou um novo Final Fantasy, jogos que nem sonhavam em se parecer com os que esperamos hoje para GameCube e PS2/PS3. A época em que a Nintendo reinava soberana, do poder ganho pelo NES, em que a única que rival a altura, a finada SEGA, brigava por uma fátia nesse mercado. Elas foram as grandes apostadoras que alavancaram o mercado no final da década de 80 até meados de 95. Sem o poder dessas duas, nem SONY nem MICROSOFT pensariam em apostar alto em algo tão volátil como o mercado de videogames. Mesmo esse Globo Repórter tendo inúmeros erros (o que não é diferente de alguns programas de tevê de hoje quando vão falar de vídeogame), foi ótimo rever o que essa época nos proporcionou. Valeu. =]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: