Coisas chatas no mundo dos games

Por RoninBone, do Baldorium

Uma coisa irritante para qualquer jogador é aquela fase chata. Você morre, ou se perde, ou trava em algum momento ou, ainda, pode até desistir do jogo inteiro só por conta de uma plataforma inalcançável. Confira abaixo as nove características que mais irritam um jogador (na minha opinião) e uma que tira qualquer ser humano do sério:

9. Que susto!!! – você está jogando feliz e contente quando, de repente, algo surge, te morde e te arrasta para morte. Jogos como Doom 3 e a série Resident Evil são campeões em fazer pular da cadeira, até quando você joga a mesma fase de novo…

8. Psicodélicas – Luzes de várias cores, músicas de batida, clima de rave e… crianças tendo ataques epilépticos. Alguns jogos, como PaRappa The Rapper e Dance Dance Revolution abusam dos recursos gráficos e levam o jogador ao limite da saúde.

7. Espinhos – você está correndo a mil com seu personagem ou prestes a chegar na sala do chefão e… cai em cima de uma pilha de espinhos. Energia, argolas e outros itens (como sua paciência) vão para o espaço. Prince of Persia e Sonic The Hedgehog que o digam…

6. Plataformas – vai, vai, pula… plataformas são legais, mas muito temperamentais. Às vezes estão indo, às vezes voltam e só te esperam quando cedem. Levante a mão quem passou raiva com alguma fase deste tipo na série Super Mario Bros e Tomb Raider.

5. Olha a bomba! – uma partida de Bomberman ou Counter Strike pode ser uma ótima desculpa para se divertir com os amigos… ou uma grande dor de cabeça. Bombas que explodem antes da hora ou que acabam matando o próprio personagem que a colocou irritam. Muito!

4. Inimigo meu – pode ser um chefe final, um monstro que insiste em ressuscitar ou uma simples abelha do reino de Hyrule… o inimigo não desiste até tirar toda sua energia. Destaque para alguns carrascos das séries Megaman e Final Fantasy.

3. Giroscópio – os games em 3D revolucionaram o mercado. Porém, alguns deles se superaram… em deixar o jogador completamente tonto, como Desert Strike, TIE Fighter e a derrapada no Super Mario Kart

2. Déjà vu – fases repetitivas não são apenas privilégio de jogos pré-históricos, como Galaga e PacMan. Quem não se cansa de ver o mesmo cenário, como em Elevator Action, ou de repetir o jogo inteiro para finalizar o difícil Ghouls ‘n Ghosts?

1. Fases submarinas – estágios debaixo d’água são um terror. Se você der sorte, não precisa buscar ar, se não… Além da mobilidade mais lenta e inimigos mais rápidos, nunca se sabe o que pode acontecer quando você emergir. Metal Gear Solid e a terrível Labyrinth Zone do primeiro Sonic são traumatizantes…

0. Impossível – Sem truques, não dá para passar! Quantas vezes milhares de almas não se desesperaram com uma fase onde tudo conspira “contra”. Não é culpa da habilidade, nem da precisão do jogador, simplesmente não dá. Surfista Prateado, o próprio Contra, algumas fases de Halo e BattleToads são provas disso.

E para você, qual é o seu top 9.0 de coisas chatas em games? (Via Baldorium)

6 Respostas to “Coisas chatas no mundo dos games”

  1. <b>RoninBone</b> Says:

    Valeu pelo post, Lemes. O que você acha que é mais chato nos games? Lembra de algo que faltou ou que você não concorda?

  2. Anonymous Says:

    tinha uma fase no Sonic 3 que sempre que eu chegava nela eu empacava… era aquela versão do Sonic 3 da Cassino Night Zone, se não me engano… como eu odiava aquela fase! Devido a ela eu tinha ódio de começar Sonic 3, pois sabia que ia empacar nela outra vez… e isso de plataformas e outras coisas que precisam de um pulo perfeitamente calculado me matam no Wonder Boy do Master System!!!

    Até mais!

    Amósis.

  3. Elan Lopes Says:

    Excelente post, Dolemes. Nos faz lembrar muito a importância e os cuidados que os desenvolvedores de jogos devem ter ao criar um jogo.

    Jogos fáceis demais ou difíceis demais criam traumas na cabeça dos Gamers com certeza.

    Eu mesmo estava passando agora a pouco por uma experiência dessas.

    Saudosista, e com poucos ($$$) recursos como sou, tinha comprado um N64 (Nintendo Sixty Foooooooooooooooouurr. Yes! Yes! Yes!) pelo MercadoLivre para finalmente finalizar Zelda Ocaryna Of Time.
    Consegui emprestado com um amigo, saudosista também, não somente o Zelda, mas também 007 – The World is not Enought.

    Finalizar o Zelda até que foi divertido, agora o 007 foi outra história.

    Não passei da 2ª fase. Tudo bem que eu estava jogando no nível mais difícil, o que no jogo é bem melhor, pois você tem mais missões para cumprir a cada fase. Mas PELO AMOR DA MADRE SANTA, vai ser difícil assim lá no mundo de Shadow of the Beast (lembra desse? Foi considerado na época o game mais difícil do MegaDrive).

    A raiva foi tanta que desisti e acabei encontrando meios para comprar um Play2. Haahahahaha.

    Por falar nisso, logo mais estarei inaugurando meu blog onde contarei as experiencias com meu Play. O nome dele acredito que será IPlayMyPlay, o que você acha? Alguma sugestão de nome melhor? Não precisa nem dizer que um link para o Game Reporter estará lá com certeza não é?

  4. Anonymous Says:

    Oi,
    Faltou falar das fases do Gelo.
    Quase todo game tem uma, onde o chão fica liso e você escorrega pro buraco.
    Também tem aqueles inimigos que ficam enterrados na neve e jogão bolas de neve em você.

  5. -BoRiS- Says:

    Esse Número 5, da Bomba. Isso sempre acontece comigo no jogo Return to Castle Wolfenstein…. Já acostumei.

    Esse Número 1, das Fases Submarinas. Eu que diga cara, Isso que você escreveu retrata muito bem o esquema. Esperimentem jogar Dino Crisis 2 no Playstaion 1. tem a Parte da ‘Natação’ É horrível, o jogo fica lento e vai perdendo a graça, sorte que isso é só na metade mais da metade do jogo.

    OFF: Parabéns Pelo Post, e Pelo Blog cara! Muito Bom😉

  6. GameStick Says:

    “0. Impossível”…cara isso retrata certinho o que passei na terceira fase de Duke Nuken 64 (N64). Simplesmente chegou um momento que travou, não tinha mais para onde ir nem o que fazer ¬¬
    O mesmo aconteceu na ultima fase de Goldeneye 007 (N64). Na fase The Egyptian Temple, a missão A não tinha o que fizesse eu passá-la. (alguns anos depois descobri que tinha que fazer uma combinação para pegar a goldengun. Ódio, muito ódio).


    Cara está de parabéns pelo post😉

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: